Escolas trocam punição por meditação

escolas trocam punição por meditação

Uma escola americana em Baltimore, Robert W. Colleman, não precisou suspender nenhum aluno depois de implementar práticas de Mindfulness no currículo. Problemas disciplinares continuaram a ocorrer, porém, em vez de levar os alunos para a sala de punição, garotos e garotas passaram a ir para o quartinho da calma ou da meditação. No local, quem discutiu com um colega, por exemplo, é levado a refletir sobre o ato e a fazer uma prática de Mindfulness. O índice de reincidência é quase zero.

O “Quartinho da Calma” também é procurado voluntariamente pelos meninos e meninas caso eles se sintam mal independente do motivo. Lá, eles recebem orientação profissional para mudarem o estado mental com exercícios de Mindfulness.

Além de usar a meditação nos casos de indisciplina e em momentos difíceis para os alunos, a escola tem dois momentos com duração de 15 minutos para os estudantes fazerem exercícios de Consciência Plena. É uma espécie de meditação guiada, uma gravação amplificada em um alto-falante que estimula o afeto entre os colegas e exercícios de meditação.

Os estudantes que se saem melhor tornam-se “professores” dos demais. Aulas de ioga também constam no programa.

Outra escola na mesma cidade, Peterson High School, também teve bons resultados com o programa de meditação. O número de suspensões por brigas baixou de 49 para apenas 23. A estatística de estudantes que “matavam” aula também diminuiu de 62 para 35.

Programa de meditação nas escolas: como implantar

Os benefícios da meditação para adultos, crianças e adolescentes são semelhantes: mais foco, autocontrole, diminuição da sensação de dor, bem-estar, dentre vários outros. Nas escolas, o ideal é que haja um programa de formação de professores, por um instrutor de Mindfulness, para que eles consigam conduzir atividades e orientar os alunos.  

A equipe do Meditando no Dia a Dia tem experiência com programas de Consciência Plena para estudantes e professores. Para implantar na sua escola, consulte-nos!

Veja quem são nossos instrutores, um breve resumo do currículo deles e peça a versão completa para saber mais que enviaremos.

Fonte: Revista Superinteressante

Deixe seu comentário, vamos adorar conversar com você